01 de junho - Para que todos sejam um como tu, Pai, estás em mim e eu em ti, e para que eles estejam em nós, a fim de que o mundo creia que tu me enviaste. (Jo 17,21)

06/07/2017

Bom dia no Senhor!!

Para que todos sejam um como tu, Pai, estás em mim e eu em ti, e para que eles estejam em nós, a fim de que o mundo creia que tu me enviaste. (Jo 17,21)

O primeiro grande trauma da vida é nascer! Se separar da mãe sem ainda ter noção de ser alguém distinto dela... e dali em diante experimentamos inúmeras separações às quais nunca iremos nos acostumar totalmente...

E o dia de hoje é mesmo um tempo de separações, como se esses traumas todos tivessem rompido algo em nós, que pelas tantas quebras não se pode mais recompor, deixando tudo fragmentado, destruindo o sentido de tudo, até de Deus...

Assim o mundo é cheio de coisas e pessoas despedaçadas, que se tentamos de juntar de alguma forma só geram ainda mais fragmentação. Mas, em cada pedacinho de nós, ainda está a mesma carne que o homem da cruz experimentou e carregou...

E por quanto isolados e quebrados estejamos, Ele continua estando conosco, unido a nós e unido ao Pai... unindo nossa vida despedaçada com a vida eternamente unida de Deus.

Por isso, apenas um sorriso, um olhar de benevolência, um momento de escuta, um abraço, nos faz sentir totalmente diferentes, como se tudo voltasse a ter sentido, para nos lembrar que o amor é o único modo para acreditar e renascer a uma vida liberta de toda separação.