O Espírito Santo nos Evangelhos e Atos dos Apóstolos (1)

12/09/2017

Uma primeira e simples organização dos trechos onde se fala diretamente do Espírito Santo nos quatro Evangelhos e em Atos dos Apóstolos, revela quais são os temas mais importantes através dos quais se fala do Espírito Santo.

Em primeiro lugar, o Espírito capacita ao testemunho, à profecia e ao governo:Mt 2,18; Mc 13,11; Lc 2,26; Lc 4,14; Lc 4,18; Lc12,12; At 1,8; At 2,4; At 2,17-18; At 4,8; At 4,25; At 4,31; At 5,22; At 6,3-5; At 7,51.55; At 8,29.39; At 10,19; At 11,12; At 11,28; At 13,2; At 13,4; At 13,9; At 15,28; At 16,6-7; At 19,6; At 20,22-23; At 20,28; At 21,4; At 21,11.

Sucessivamente o Espírito Santo caracteriza a vida de quantos abraçam a fé:Jo 3,6-8; Jo 4,23-24; Jo 6,63; At 8,15-17; At 8,19; At 9,17; At 10,44-45.47; At 11,15-16; At 13,52; At 15,8; At 19,2.

Ao Espírito Santo, depois, está ligado o mistério da própria intimidade de Jesus:Mt4,1; Mc 1,12; Lc 4,1; Lc 10,21; Jo 1,32-33; At 1,2; At 2,33; At 10,38.

Do mistério desta intimidade se passa ao mistério em Deus, ou seja, o Espírito é enviado por Jesus (enquanto Filho): Lc 3,16; Jo 3,34; Jo 7,39; Jo 20,22. O Espírito é enviado pelo Pai: Lc 11,13; Jo 14,26; Jo 15,26; At 2,33. Enfim o Espírito nos introduz na verdade de Deus:Jo 14,17; Jo 15,26; Jo 16,13.

Por último, o Espírito age através das Escrituras (sendo essas passagens diretamente ligadas à capacitação profética do próprio Espírito): At 1,16; At 28,25.