8. Castidade Conjugal: Caminho para responsabilizar-se

31/07/2017

Toda vez que o casal vive a relação sexual, esposo e esposa podem compreender esta experiência à luz da fé de acordo com o sentido do sacramento do matrimônio. Quando o casal busca esta compreensão e procura viver sua relação íntima de acordo com isso, então descobre que não é possível separar o SENTIDO UNITIVO da relação com o SENTIDO PROCRIATIVO desta mesma relação.

Através da relação sexual o ser humano tem acesso à geração da vida antes de tudo em sentido biológico. Este é o sentido "procriativo". Esta capacidade de transmissão da vida, porém, está intimamente ligada à transmissão do amor. Vida e amor estão indissoluvelmente unidos. O amor aqui não deve ser entendido em sentido de instinto ou de prazer, e sim de responsabilidade plena da pessoa para com a vida, a própria, do outro, e daquele a recebe pelos pais.

Dar a vida significa se responsabilizar e de forma reciproca. É uma responsabilidade que une duas pessoas para a vida. A vida se dá com a vida, porque gerar uma vida significa responsabilizar-se por toda a vida!