4. O “carpe diem” cristão

20/07/2017

Convido todo o cristão, em qualquer lugar e situação que se encontre, a renovar hoje mesmo o seu encontro pessoal com Jesus Cristo ou, pelo menos, a tomar a decisão de se deixar encontrar por Ele, de O procurar dia a dia sem cessar. Não há motivo para alguém poder pensar que este convite não lhe diz respeito, já que «da alegria trazida pelo Senhor ninguém é excluído». Quem arrisca, o Senhor não o desilude; e, quando alguém dá um pequeno passo em direção a Jesus, descobre que Ele já aguardava de braços abertos a sua chegada. Este é o momento para dizer a Jesus Cristo: «Senhor, deixei-me enganar, de mil maneiras fugi do vosso amor, mas aqui estou novamente para renovar a minha aliança convosco. Preciso de Vós. Resgatai-me de novo, Senhor; aceitai-me mais uma vez nos vossos braços redentores»...

Papa Francisco, Exortação Apostólica Evangelii Gaudium, n.3

Ser missionário é fazer de cada dia um encontro novo com Jesus... é perceber, no momento presente, o rosto de Jesus que busca os nossos olhos, que quer suscitar nosso sorriso apesar dos problemas em que nos sentimos de afundar...

Ser missionário é enxergar em cada pessoa que estamos encontrando, sobretudo aquelas que queremos evitar, a presença de Jesus que não se cansa de preencher cada instante da nossa vida com seu amor criativo e sempre novo...

Ser missionário é reconhecer que há sempre um gesto a mais de amor que podemos pensar e doar, há sempre um sorriso mais autêntico que podemos oferecer, para nunca esquecer que os braços de Jesus carregam o tempo todo o peso da nossa vida.