28 de junho - Por acaso se colhem uvas de espinheiros ou figos de urtigas? (Mt 7,16)

06/07/2017

Bom dia no Senhor!!

Por acaso se colhem uvas de espinheiros ou figos de urtigas? (Mt 7,16)

Se as consequências das emoções que expressamos e os efeitos do nosso agir não são tão bons quanto queríamos, ou nem passam perto daquilo que o homem da cruz mostra pra nós, então, isto é porque dentro de nós há espinheiros e urtigas, e os frutos que esperaríamos colher não correspondem...

Agora, espinheiros e urtigas que estão em nossa volta, à sombra dos quais crescemos, não podemos eliminar... o que podemos arrancar, e tirar de nós, são os nossos próprios espinhos, aqueles que se espalharam dentro de nós e que deixamos crescer.

Se queremos uma vida cheia de bons frutos, somente boas plantas teremos que fazer crescer em nós e eliminar espinheiros e urtigas... não aqueles dos outros, aqueles fora de nós, mas aqueles bem enraizados em nosso coração!

Pois nossos espinhos não crescem nos espinheiros dos outros, mas nos nossos... e os frutos bons do nosso viver só aparecerão depois que o amor de Jesus passará a ser cultivado em nós...


Boa tarde no Senhor!!

Toda árvore boa produz frutos bons. (Mt 7,17)

"Homens já podem engravidar através de transplante de útero..." Esta e muitas outras notícias correm porque escandalizam, mas também porque manifestam o drama profundo do ser humano que não se percebe árvore boa capaz de produzir frutos bons...

Mas, como um transplante não faz de um homem uma "mãe", assim, não é apenas realizando nossas vontades e alcançando possibilidades que até então pareciam impossíveis, que o ser humano realiza a si mesmo...

Tornamo-nos uma árvore boa na medida em que respeitamos e cuidamos daquilo que somos, da nossa realidade profunda tanto física, quanto psicológica e espiritual...

Pois tudo começa descobrindo e aceitando sempre mais profundamente nossa identidade de homens e mulheres que não existem por vontade própria, e sim por uma Vontade que nos antecede em tudo...

Uma Vontade de amor que já pensou em tudo e tudo planejou para que nossa vida seja realmente uma árvore boa que produz frutos bons, para que seja testemunho pleno desse mesmo amor que nos criou.