Irmãos: Somos embaixadores de Cristo, e é Deus mesmo que exorta através de nós.
Em nome de Cristo, nós vos suplicamos: deixai-vos reconciliar com Deus. (2Cor 5,20)

A quaresma, que iniciamos com a quarta-feira de cinzas, quer ser, a cada ano, um tempo de preparação para nos ajudar a mergulhar no mistério central da nossa fé: a morte e ressurreição de Jesus.

Na medida em que entramos realmente nesse mistério vivenciamos a experiência de uma renovada comunhão com o Senhor, a reconciliação, que nos transforma e capacita para comunicar, por nossa vez, esta mesma reconciliação, porque as barreiras que nos dividiam foram destruídas, aliás, com elas foram construídas pontes de fraternidade e solidariedade.

Não há maior alegria do que se reconhecer envolvidos neste mistério de reconciliação, recebendo o abraço da misericórdia e poder doa-lo de todo coração. Não há maior alegria do que participar a esta reconciliação que se expande e deseja alcançar a todos. Não há maior alegria do que sentir nosso coração plenamente livre para amar, livre para anunciar a verdade que dá sentido à nossa fé.

Tudo isso corresponde, ao mesmo tempo, à nossa responsabilidade de cristãos, isto é, de seguidores de Jesus, capacitados a sermos "embaixadores de Cristo", se realmente entregamos a Ele nosso coração.

Que esta quaresma seja, portanto, exercício diário para concretizar nosso "sim" a Jesus, um "sim" generoso, sem ressalvas, sem medos, na disponibilidade e sermos transformados por Ele.


Santa Quaresma!!